Por favor, VOTEM: www.topblog.com.br/2012/index.php?pg=busca&c_b=121717 ...Rumo ao Top-100!!!

DINÂMICAS DE APRESENTAÇÃO

Seguem algumas dinâmicas de apresentação, essas que têm como um dos principais objetivos fazer com que o grupo se conheça e estreitar as relações dentro do grupo, também quebrar um pouco o "gelo" dos primeiros momentos e contatos dentro de um grupo.




Quem sou eu?
Objetivo
Tornar os membros do grupo conhecidos rapidamente, num ambiente relativamente pouco inibidor.

Passos
1- Cada um recebe uma folha com o título: “Quem sou eu?”
2- Durante 10 minutos cada um escreve cinco ítens em relação a si mesmo, que facilitem o conhecimento.
3- A folha escrita será fixada na blusa dos participantes.
4- Os componentes do grupo circulam livremente e em silêncio pela sala, ao som de uma música suave, enquanto lêem a respeito do outro e deixa que os outros leiam o que escreveu a respeito de si.
5- Logo após reunir 2 a 3 colegas, com os quais gostariam de conversar para se conhecerem melhor. Nesse momento é possível lançar perguntas que ordinariamente não fariam.

Avaliação
- Para que serviu o exercício?
- Como nos sentimos?


Cartão Musical
Objetivo
Facilitar o relacionamento entre os participantes de um grupo.

Passos
1- Coordenador distribui um cartão, um lápis e um alfinete para cada participante e pede que cada um escreva no cartão o nome e prenda-o na blusa. (Não pode ser apelido).
2- Os participantes sentam-se em círculo. O coordenador coloca-se no centro e convida os demais a cantar:
“Quando vim para este grupo, um(a) amigo(a) eu encontrei (o coordenador escolhe uma pessoa) como estava ele(a) sem nome, de (nome da pessoa) eu o(a) chamei.
Oh! amigo(a), que bom te encontrar, unidos na amizade iremos caminhar”(bis).
(Melodia: Oh, suzana!!)
3- O coordenador junta-se ao círculo e a pessoa escolhida, entoa a canção, ajudada pelo grupo, repetindo o mesmo que o coordenador fez antes. E assim prossegue o exercício até que todos tenham se apresentado.
4- A última pessoa entoa o canto da seguinte maneira:

“Quando vim para este grupo, mais amigos encontrei, como eu não tinha nome, de ...(cada um grita seu nome) eu o chamei.
Oh! amigos(as), que bom nos encontrar, unidos lutaremos para o mundo melhorar" (bis).

Avaliação
- Para que serviu a dinâmica?
- Como nos sentimos?

 
Apresentação através de desenhos
Destinatários
Grupos de jovens ou de adultos. Pode-se trabalhar em equipes.

Material
Uma folha para desenho e um lápis colorido ou caneta hidrocor para cada participante.

Desenvolvimento
1- Distribuiídos os materiais da dinâmica, o animador explica o exercício: Cada qual terá que responder, através de desenhos, à seguinte pergunta:
     - Quem sou eu? (Dispoem de 15 minutos para preparar a resposta)
2- Os participantes desenham sua resposta
3- A apresentação dos desenhos é feita em plenário ou nas respectivas equipes. O grupo procura interpretar as resposta. Feita essa interpretação, os interessados, por sua vez, comentam a própria resposta.

Avaliação da Dinâmica
- O que aprendemos com este exercício?


Personagens
Destinatários
Grupos de jovens ou de adultos; caso haja muitos participantes, formam-se equipes.

Material
O animador deve preparar, previamente, um pôster em que apareça uma figura humana sobre um ponto de interrogação. Um cartão para cada pessoa.

Desenvolvimento
1- Distribuído o cartão aos participantes, o animador passa à motivação do exercício.
“Raramente encontramos um ser humano que não admire alguém: um héroi, um santo, um cientista... ou mesmo pessoas comuns, mas cuja a vida lhe causou impacto. Hoje iremos apresentar ao grupo alguns comentários acerca dessa pessoa a quem admiramos, seja ela viva ou morta, não importa sua nacionalidade, nem tampouco seu prestígio junto a sociedade.”
2- Convidam-se os presentes a anotarem no cartão o nome da personagem e as razões de sua admiração.
3- Logo após, reúnem-se em equipe e cada qual indica sua personagem e os motivos de sua admiração, após o que, os demais podem fazer perguntas. É preciso evitar que as preferências das pessoas sejam questionadas.

Avaliação da experiência
- Para que serviu o exercício?


Aprendendo o Nome
Objetivo
Integrar o grupo e aprender a fixar o nome das pessoas do grupo.

Duração
20 minutos.

Desenvolvimento
1- Animador solicita que o grupo, de pé, forme um grande círculo.
2 - A seguir, dá início ao exercício: dá um passo à frente, diz seu nome, acompanhado de um gesto com as mãos ou com todo o corpo, quando então as pessoas do grupo repetem em côro o nome do animador e fazem o mesmo gesto.
3 - Prosseguindo, a pessoa à direita do animador diz seu nome e cria um novo gesto. O grupo repete o nome e o gesto do colega, e assim sucessivamente até todos se apresentarem.

Avaliação
Comentar a respeito da técnica.


Trocando os crachás
Objetivos
Conhecer os integrantes do grupo, “quebrar o gelo”, chamar à participação e ao movimento.

Material
Crachás para todos, contendo os nomes de cada um.

Desenvolvimento
1- No inicio do encontro, distribuem-se os crachás normalmente, de forma que cada um receba o seu próprio nome.
2- Após algum tempo, recolher novamente os crachás e colocá-los no chão, com os nomes voltados para baixo. Cada um pega um para si; caso peque o próprio nome, deve trocar.
3 - Colocar o crachá com outro nome e usá-lo enquanto passeia pela sala.
4 - Enfim procurar o verdadeiro dono do nome (crachá) e entregar a ele seu crachá. Aproveitar para uma pequena conversa informal; procurar se conhecer algo que ainda não conhece do colega.

Avaliação
- Partilhar a experiência no grande grupo.

Dinâmicas para Grupos - Dinâmicas de Apresentação

Seguem algumas dinâmicas de apresentação. Essas têm como um dos principais objetivos fazer com que o grupo se conheça melhor e estreitar as relações dentro do grupo, também quebrar um pouco da tímidez dos primeiros momentos e contatos dentro de um grupo.


Índice de Dinâmicas de Apresentação:

Dinâmicas para Grupos - Dinâmicas de Quebra-Gelo

Seguem algumas dinâmicas para "quebra-gelo" no grupo. Esse tipo de dinâmica ajuda a tirar as tensões do grupo, desinibindo as pessoas para o encontro, podendo ser uma brincadeira onde as pessoas se movimentam e se descontraem, geralmente quebrando a seriedade do grupo e aproximando as pessoas. Também resgata e trabalha as experiências da infância.

Índice de Dinâmicas de Capacitação:

Dinâmicas para Grupos - Dinâmicas de Capacitação

Seguem algumas dinâmicas de capacitação. Este tipo de técnica de dinâmicas deve ser usada para trabalhar com pessoas que já possuem alguma prática de animação grupal, pois possibilita a revisão, a comunicação e a percepção do que fazem os destinatários, a realidade que os rodeia, amplia a capacidade de escutar e observar e facilita/ clareia as atitudes dos animadores para que orientem melhor seu trabalho grupal, de forma mais clara e livre com os grupos. Geralmente quando é proposto o tema/ conteúdo principal da atividade, devem ser utilizadas dinâmicas que facilitem a reflexão e o aprofundamento; são, geralmente, mais demoradas..

Índice de Dinâmicas de Capacitação:

Dinâmicas para Grupos - Dinâmicas Liturgicas

Seguem algumas dinâmicas liturgicas. Estas dinâmicas possibilitam aos participantes uma vivência e uma experiência da mística, do sagrado. Facilitam o diálogo com as leituras bíblias, com os participantes e com Deus. Ajudam a entrar no clima da verdadeira experiência e não somente a racionalização... Geralmente utilizadas em grupos relacionados à igreja (grupos de jovens, células, reuniões pastorais, etc.).

Índice de Dinâmicas Liturgicas:

Dinâmicas para Grupos - Dinâmicas de Relaxamento

Seguem algumas dinâmicas para relaxmento. Esse tipo de dinâmicas facilitam um encontro entre pessoas que se conhecem pouco e quando o clima grupal é muito frio e impessoal. Geralmente devem ser usadas quando necessitam romper o ambiente frio e impessoal ou quando se está cansado e necessita retomar uma atividade. Não para preencher algum vazio no encontro ou tempo que sobra. Tem como objetivo eliminar as tensões, soltar o corpo, voltar-se para si e dar-se conta da situação em que se encontra, focalizando cansaço, ansiedade, fadigas etc.

Índice de Dinâmicas de Relaxamento:

Dinâmicas para Grupos - Dinâmicas de Animação

Seguem algumas dinâmicas para animação ou também conhecidas como de descontração. Estas têm como objetivo principal animar e descontrair o grupo, propocionar momentos alegres, de risadas e amenizar climas pesados no ambiente. Também ajuda no estreitamento das relações dentro do grupo.

Índice de Dinâmicas de Animação:

Dinâmicas para Grupos - Dinâmicas de Integração

Seguem algumas dinâmicas de integração. Estas permitem analisar o comportamento pessoal e grupal a partir de exercícios bem específicos, que possibilitam partilhar aspectos mais profundos das relações interpessoais do grupo, trabalha a interação, comunicação, encontros e desencontros do grupo. Ajuda a sermos vistos pelos outros na interação grupal e como vemos a nós mesmos. O diálogo profundo no lugar da indiferença, discriminação, desprezo, vividos pelos participantes em suas relações. Esses exercícios interpelam as pessoas a pensar suas atitudes e seu ser em relação.

Índice de Dinâmicas de Integração:

Dinâmicas para Grupos
As dinâmicas de grupo oferecem às pessoas uma resposta às necessidades lúdicas escassas em diversos ambientes, com o objetivo de integrar o grupo e possibilitar um retorno dos dados necessários. Geralmente criativas e atrativas e que possam fomentar nas pessoas um lado descontraido e critico.